Operação Calvário: MP pede sequestro de bens de Ricardo, Cida, Estela, e mais 27 denunciados na Operação Calvário

No último dia 13 de janeiro,  o Ministério Público da Paraíba, através do Grupo de Atuação Especial de Combate Contra o Crime Organizado (Gaeco) encaminhou ao desembargador Ricardo Vital de Almeida, relator da Operação Calvário no Tribunal de Justiça, um pedido para que sejam sequestrados os bens do ex-governador Ricardo Coutinho, das deputadas Cida Ramos e Estela Bezerra e de mais 27  denunciados na investigação que apura desvio de R$ 134 milhões de verbas da Saúde e Educação.

Segundo o GAECO “estima-se que só DANIEL GOMES tenha pago mais de R$ 60 milhões de reais, em propina, aos agentes políticos e públicos envolvidos nesta trama. E que os contratos direcionados, na área da educação, considerando um percentual médio (15%), entre o mínimo (5%) e o máximo (30%) repassados, segundo colaborador IVAN BURITY, proporcionaram um saldo de propina de R$ 57 milhões, tem-se que, no mínimo, a quantia de R$ 134.200.000,00 milhões precisa retornar aos cofres do Estado, especialmente porque essas vantagens ilícitas foram derivadas de excedentes contratuais…,”. Desta forma o MPPB alega que “para o sequestro em tais situações (crimes que resultem prejuízo à Fazenda Pública), exigem-se apenas os indícios da prática de crimes contra a Fazenda, permitindo a apreensão (por sequestro) de tantos bens quantos sejam suficientes para reparar o dano. Não se exige que a coisa tenha sido adquirida com proventos do crime, como ocorre no CPP”.

.

Leia o trecho do documento na íntegra:

 

Só Polítika com Blog do Janildo

Você pode gostar...