Seráphico diz que existem promotores ameaçados de morte na Paraíba

O procurador-geral de Justiça do Estado da Paraíba, Francisco Seráphico, foi o entrevistado nesta segunda-feira (2) no programa Frente a Frente, com o jornalista Luis Tôrres, na TV Arapuan. Temas do cenário nacional e local foram abordados durante a entrevista.

Francisco Seráphico comentou os escândalos nacionais envolvendo promotores da Lava Jato e o então juiz, atual ministro Sérgio Moro, explanou sobre a Lei do Abuso de Autoridade, que até a próxima sexta-feira deve ser sancionada ou vetada pelo presidente Jair Bolsonaro, comentou o trabalho para o fortalecimento do Ministério Público e surpreendeu ao afirmar que, na Paraíba, promotores de justiça são ameaçados de morte. Ele demonstrou preocupação especialmente com os que atuam no Sertão.

Para frustração do telespectadores, Francisco Seráphico não foi questionado sobre desdobramentos da Operação Calvário, que desbaratou esquema de corrupção e desvio de recursos públicos da Saúde estadual, através de contratos com organizações sociais no governo Ricardo Coutinho. Até o momento, dois ex-auxiliares, Livânia Farias e Gilberto Carneiro, além de seus assessores, foram denunciados à justiça.

Confira a íntegra da entrevista:

Créto: Paraíba Rádio Blog

Você pode gostar...