Em seu primeiro decreto com presidente da Republica, Jair Bolsonaro assinou o aumento do salário mínimo. O valor atual é de R$ 954 e passou para R$ 998. Na ponta do lápis, o reajuste foi de R$ 44, enquanto o aumento previsto era de R$ 52 onde o salario iria para R$ 1,006.

A impressão que fica, é que este governo que começa, vai fazer de tudo para agradar o mercado financeiro.

Ao invés de agradar o mercado – ele deveria lembrar – que quem o colocou como presidente foi em sua maioria os pobres que sobrevivem com um salário mínimo por mês: e que um aumento de 1,006 faria toda a diferença.

Isso é uma vergonha, em seu primeiro decreto ao invés de dar um aumento digno aos brasileiros, ele dá uma esmola.

Valdelânio Benjamim